Das expedições para as competições: Remadora da Bahia viaja 2500 km para participar do Row To Win

Se existe uma culpada pela paixão da advogada Verônica Albuquerque pelos esportes náuticos é a Canoa Havaiana. Em 2015, ela experimentou pela primeira vez um passeio em uma “OCC6” e se apaixonou. Mas, para garantir os passeios pela orla baiana, precisava contar com outros 5 remadores. Como nem sempre conseguia reunir o grupo decidiu encarar uma outra modalidade. Descobriu então que poderia se apaixonar mais uma vez, agora pelo Stand Up e mais tarde pelo Surfski.

Nesta última modalidade, Verônica foi apresentada às expedições. São passeios em grupos que podem durar até 10 dias pela costa. “Foi a modalidade que me possibilitou a expedição com vários amigos aqui no Nordeste. A gente sai, a gente rema, eles são caiaqueiros, remam de caiaque oceânico. Ai sim, eu consigo acompanhar, pois eu sou mulher, tenho uma remada mais fraca, então em compenso com o equipamento, mais leve e mais veloz. A gente rema, conhece lugares diferentes, por um ponto de vista diferente, conhecendo a cidade pelo mar”, destaca Verônica.

Depois das expedições, a advogada decidiu encarar as competições, primeiro dentro do Estado e agora em outras regiões do país, entre elas o Row To Win Water. A remadora que ainda está adquirindo experiência em competições vai viajar 2500 quilômetros para chegar em Santa Catarina e outros 2500 quilômetros para voltar para casa. A viagem será de carro com outros dois remadores, trazendo no reboque o Surfski de cada um dos competidores.

 Verônica vai encarar a estrada para remar 18km nas águas da Praia de Cabeçudas e chega cheia de expectativas. “Eu faço parte de grupos de remadores e remadoras e estou acompanhando a mobilização para o Row To Win, então a expectativa para este evento é grande. Tem remadora saindo do Pará, do Rio de Janeiro, de São Paulo, enfim está mobilizando, agregando as pessoas em todas modalidades. Eu me inscrevi em duas, mas se der eu corro três”, finaliza Verônica.

Verônica integra a equipe Moana, do Yacht Clube da Bahia, e será a primeira vez que ela vem à Itajaí. Ela chega na cidade no dia 16, véspera da abertura do festival e espera que o Row To Win Water seja um sucesso para no ano que vem estar por aqui de novo.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *