Secretaria da Pesca vai para Presidência da República

Depois de meses de espera e de incertezas, a semana encerra com a publicação do Decreto 9.330, que transfere a Secretaria Especial da Aquicultura e da Pesca – SEAP, para a Secretaria Geral da Presidência da República. A publicação confirmando esta mudança era esperada pelo setor pesqueiro desde o ano passado, quando o Senado aprovou uma Medida Provisória (MP) 782/2017, que promoveu alterações na organização administrativa do Poder Executivo Federal, passando a Pesca para a Presidência.

A notícia desta sexta-feira (06) foi celebrada pelo Presidente do Sindicato dos Armadores e das Indústrias da Pesca de Itajaí e Região – SINDIPI. Para Jorge Neves, a publicação concede ao Secretário da Pesca, Dayvson Franklin de Souza, a chance de dar continuidade ao trabalho que até hoje estava comprometido, pois a Pesca não tinha um lugar determinado.  “A partir de agora, o Secretário tem o que precisava para trabalhar. Logo depois que soube da publicação entrei em contato com o Secretário e solicitei uma atuação compartilhada com o setor. Queremos a partir de agora um trabalho que promova o respeito com a pesca. Repito, o SINDIPI quer respeito, segurança jurídica para trabalhar e além disso, espera ser lembrado como um setor produtivo, responsável pela geração de emprego e impostos”, destacou o presidente.

Com esta definição, o presidente do SINDIPI aguarda uma agilidade nos processos para tentar amenizar as perdas e problemas enfrentados nos últimos anos com as trocas de Ministérios. “Espero que este engessamento provocado pelo próprio governo termine. Agora que estamos ligados diretamente a Presidência da República alimentamos a esperança de mudanças. Está na hora de fazer a diferença para os armadores, indústrias, pescadores, ou seja, para todo o “povo das águas”, sem exceção”, finalizou Jorge Neves.

Ainda referente a este momento da Pesca, o presidente do SINDIPI destacou a importância da contratação de pessoas técnicas e com conhecimento para auxiliar nas demandas do setor e na tomada de decisões. Para Jorge, este item nesta nova fase da pesca é imprescindível para o sucesso da atividade.

Sindicato das Empresas de Comércio Exterior prepara workshop para debater as alterações da regulamentação do ICMS

No fim de abril, o Sindicato das Empresas de Comércio Exterior do Estado de Santa Catarina – SINDITRADE, vai realizar um Workshop para discutir os reflexos econômicos e comerciais (em relação às Empresas, o Estado e os Municípios) das alterações nos incentivos de ICMS estadual.

 A intenção é reunir representantes do Governo de SC e de Itajaí para uma mesa redonda e esclarecer as dúvidas quanto às normas que deverão entrar em vigor. Empresários associados e não associados são esperados para a discussão. A data será divulgada nos próximos dias. Essa definição aconteceu nesta quinta-feira, 5, em uma reunião do sindicato patronal, realizada na sede da Intersindical de Itajaí.

 Representantes do setor receberam nos últimos dias as primeiras informações sobre as alterações estudadas pela Secretaria da Fazenda do Estado nos incentivos fiscais para as empresas de comércio exterior. “ Precisamos entender as mudanças o quanto antes, para nos prepararmos para uma transição que, dado o que sabemos no momento, se antevê bastante difícil, especialmente para as empresas que realizaram investimentos com base na legislação corrente, e podem vir a ter seus negócios inviabilizados pelas alterações em estudo. Para isso, o debate, a troca de ideias e discussão de alternativas são fundamentais”, relatou Rogério Marin.

 A legislação em vigor nesta área já está em vigência por mais de 15 anos. Segundo o presidente do Sinditrade, Rogério Marin, a lei é bastante eficiente em trazer novos negócios para Santa Catarina. Ele lembra ainda que mudanças de regra durante o jogo não agradam o empresariado, e também não contribuem para a credibilidade do Estado. Por isso, é preciso clareza nas definições entre os empresários e o setor público. “ Santa Catarina é um Estado vocacionado e extremamente bem preparado para o comércio exterior, temos infraestrutura e capital humano preparado como poucos outros Estados para lidar com a cadeia de comércio internacional, mas não há como competir sem uma estrutura tributária focada em incentivar o setor, que vem contribuindo decisivamente, ao longo de uma década e meia, para o crescimento da economia catarinense acima da média nacional”, concluiu.

União é aposta dos jogadores do Barroso para o próximo desafio no Catarinense

No estádio Camilo Mussi, em Itajaí, o clima entre os atletas do Sub-17 é de otimismo e confiança para o quarto jogo do Campeonato Catarinense Juvenil. A partida marcada para este sábado acontece fora de casa, no estádio 16 de Abril, em Itaiópolis. A partida está marcada para às 15h. Com três jogos, três vitórias e 9 pontos na tabela de classificação, o Almirante Barroso mantém 100% de aproveitamento e ao lado do Metropolitano é um dos destaques do juvenil deste ano.

Para esta partida de sábado tem novidade no Barroso: o lateral esquerdo Bruno foi confirmado para o jogo contra o Itaiópolis. De acordo com o treinador Teco, nesta semana foi feito um trabalho focado para potencializar as qualidades do jogador. Com a entrada de Bruno, Teco vai alterar um pouco a organização da equipe, adaptando o time ao perfil do adversário. “O Operário de Mafra é uma equipe que marca pressionando a saída de bola. Na estreia do campeonato, enfrentamos o Camboriú com esta mesma estratégia, então pressão não é novidade para nós. Mas é preciso atenção para evitar surpresas no jogo de sábado,” destacou Teco.

O time vem de uma vitória em cima do Marcílio Dias, um clássico que demonstrou a união do grupo e o desejo do Barroso de chegar a final do juvenil. Uma união destacada pelo lateral Bruno. “É importante a união do nosso grupo, eu acredito que a dedicação de todos, o desempenho individual e a vontade de vencer e trazer para o Barroso o título de campeão fazem com que a gente mantenha 100% de aproveitamento. É neste clima que nós vamos para enfrentar o Operário de Mafra”, comentou Bruno.

O goleiro Neto, destaque do time, também lembrou deste clima de união dos jogadores. Mas além desta característica importante, destacou as orientações do treinador. “Essa união faz a diferença, mas além disso nós sabemos o que é preciso fazer dentro de campo, por isso, eu acredito que o resultado no jogo deste sábado será positivo”, disse Neto. Para o treinador Teco, o goleiro tem feito boas partidas. “Neto tem jogado bem com os pés, a gente tem idealizado esse tipo de jogo com os pés e o Neto tem saído bem. É um atleta que conquistou a confiança da Comissão Técnica”, destacou o treinador.

O Almirante Barroso viaja na manhã deste sábado para Itaiópolis, lembrando que o Operário de Mafra é o 8º colocado na tabela de classificação com apenas 1 ponto nos três jogos que disputou.

 

Projeto inédito no Brasil sobre métodos alternativos e sistêmicos usados no sistema prisional

É difícil, nos dias de hoje, um ser humano olhar para o outro sem julgamento, com compaixão, tentando compreendê-lo. Se a pessoa em questão for um detento, o cenário fica ainda mais obscuro. Uma nova técnica, que surgiu para facilitar acordos na justiça, vem ganhando espaço no Brasil e em Santa Catarina. É a Constelação Sistêmica, considerada uma alternativa que busca transformar conflitos.

Pensando em um caminho diferente para os que vivem no sistema prisional, os Professores do Curso de Direito da Univali, Fabiano Oldoni e Márcia Sarubbi, com o apoio de juízes, defensoria pública, agentes prisionais, entre outros, desenvolveram o projeto na Casa de Albergado Irmã Uliano, em Florianópolis.

As experiências foram relatadas por eles em um livro voltado à humanização das condenações e da realidade penal: “Constelação Sistêmica na Execução Penal: metodologia para sua aplicação”. “ Essas experiências mostram que os conflitos em prisões geralmente passam de gerações em gerações e são problemas, muitas vezes ocultos nas famílias. A técnica faz com que eles assumam as responsabilidades do ato que cometeram, e ao mesmo tempo, verificarem que é possível mudar”, pontuou Oldoni.

O exemplar é dividido em três partes e narra como deve ser desenvolvida a técnica de Constelação num presídio ou penitenciária, onde a pessoa privada de liberdade não deve somente ser abordada de uma maneira Constitucional, mas sim como ser humano que, em sua maioria, é repleto de conflitos desde a infância e com heranças emocionais negativas que refletem no comportamento atual.

Na edição “Constelação Sistêmica na Execução Penal: metodologia para sua aplicação”, Fabiano e Márcia narram as metodologias utilizadas, as posturas adotadas e o modelo a ser seguido na prática do procedimento dentro do sistema prisional ou em situações que envolvam condenados pela justiça.

É uma leitura indicada não somente para os profissionais do direito, mas também para a sociedade de uma maneira em geral, para que possam observar as pessoas privadas de liberdade de uma outra forma, com uma visão libertadora, percebendo que, no fim, estamos todos conectados e fazendo parte de um mesmo sistema.

O lançamento do livro será dia 11 de abril, na Univali, Campus Itajaí.

SOBRE O MÉTODO CONSTELAÇÃO SISTÊMICA

Uma técnica que trabalha as emoções e a energia. Utilizada em várias áreas do direito, o procedimento é visto como uma alternativa bastante eficiente para a transformação dos conflitos. A pessoa (apenado, vítima, envolvidos em divórcio, briga de família, etc) busca compreender as questões ocultas que podem estar diretamente envolvidas nos atuais conflitos. A partir daí, os envolvidos se depararam com o problema em forma de psicodrama, percebem os emaranhamentos e passam a ver com mais compreensão a situação conflituosa, auxiliando os acordos judiciais e seus cumprimentos.

Morre o fundador do sindicato de transporte rodoviário de carga mais antigo de Santa Catarina

Antônio Nicolau Bucher morreu neste domingo no Hospital Marieta Konder Bornhaunsen em Itajaí. Ele estava internado na UTI desde sábado (31), e morreu após uma pneumonia aspirativa.  O homem dos cabelos brancos, das marcas do tempo deixadas na pele e um conhecimento imensurável do setor de transporte rodoviário de carga fez história no estado ao fundar em 1950 o primeiro sindicato de Santa Catarina – SEVEÍCULOS localizado em Itajaí.  Naquela época as mercadorias eram transportadas em carretas de madeira puxadas por tratores em estradas de chão, até chegar ao porto da cidade. Um período onde o valor do frete respeitava uma tabela. Durante o dia era um preço e a noite outro. Memórias guardadas e relatadas por Antônio durante as rodas de conversas com outros transportadores.

 O atual presidente do Sindicato das Empresas de Veículos de Transporte de Carga e Logística de Itajaí e Região – SEVEÍCULOS, Paulo Afonso Espíndola, conta que estes momentos eram uma aula sobre o transporte. A experiência, o conhecimento e a dedicação de seu Antônio serão lembrados com saudade e admiração. “Ele foi um homem a frente do seu tempo. Fundou o primeiro sindicato do nosso estado. Conhecia como ninguém cada ciclo do transporte e vivenciou o progresso do nosso setor. Antônio, foi um lutador, e uma inspiração para a família. Os filhos continuaram a trajetória do pai e depois vieram os netos. A Nora de seu Antônio, Jacqueline Bucher é secretária executiva do nosso sindicato e a mais antiga de todas as entidades representativas do setor no estado.  O que demonstra o quanto o transporte fazia parte desta família. Hoje todos nós estamos de luto”, finalizou o presidente.

Antônio Bucher, além de fundador do SEVEÍCULOS, foi o primeiro presidente da entidade e desde 1950 sempre este envolvido com o sindicato. Em 2016 foi homenageado pela Diretoria durante uma reunião itinerante do SEVEICULOS. Na época ele recebeu o reconhecimento pelos serviços prestados ao setor. Neste mesmo ano o sindicato gravou um vídeo com o fundador, um material em vídeo onde está registrado a história da criação da entidade e os principais momentos do setor do transporte ao longo de 64 anos. O sepultamento do corpo de Antônio Bucher, está marcado para às 11h desta segunda-feira (02), no Cemitério da Fazenda em Itajaí.

Atletas da região conquistam pódio no Circuito Internacional de Remo Indoor

O primeiro lugar da prova de dupla feminina 1000m do Circuito Internacional de Remo Indoor ficou para a dupla Laíze Rosa e Amanda Masucatto, do box de crossfit CK, de Balneário Camboriú. A outra dupla da região vitoriosa na mesma categoria foi a WOD D de Navegantes com a conquista do terceiro melhor tempo. A diferença entre a primeira e a terceira equipe colocada foi de apenas três décimos.

Uma diferença de tempo conquistada com estratégia e treinamento intenso. O coach da dupla de Balneário Camboriú, Vinícius Farias, lembra que para esta segunda edição do circuito a dupla seguiu uma planilha de treinamento, focado no remo.  “No ano passado nós disputamos a etapa realizada em Balneário Camboriú, mas para esta edição decidimos apostar em um treinamento específico. Dentro do crossfit você passa por um circuito de atividades, mas para esta prova trabalhamos muito o desempenho das atletas no remo. Foi um mês de trabalho intenso de exercícios metabólicos e cardio”, explicou Vinícius.

A prova em Palhoça foi realizada dentro de um shopping da cidade, em uma arena onde o público teve a oportunidade de conhecer e sentir de perto a adrenalina de uma prova de remo indoor. Mesmo sem conhecer as atletas, quem passava pelo local parava para assistir e torcer. Para o coach Vinícius, uma energia positiva para quem está disputando o melhor tempo remada a remada. “É incentivador contar com uma plateia assim. Tem bastante gente prestigiando o evento e o nosso objetivo é mostrar um bom treino, ou uma boa competição para quem está aqui assistindo e torcendo. Uma prova assim, também é uma oportunidade para divulgar o crossfit e o remo indoor”, finalizou Vinícius.

No ranking geral categoria feminino, a CK de Balneário Camboriú ocupa a segunda e terceira posição empatada com a primeira colocada. Todas as atletas somam nove pontos cada. A próxima etapa será realizada em Balneário Camboriú, no dia 21 de julho, no Balneário Camboriú Shopping.

Barroso vence Marcílio Dias por 3×0

Com a vitória por 3 a 0 no clássico com o Marcílio Dias, o Almirante Barroso  continua invicto no Catarinense da Série B do juvenil. Apesar da chuva que caiu antes e durante o jogo nesta quinta-feira, 29, véspera de feriado, os jogadores do Barroso ganharam a confiança da torcida. Os garotos do alviverde permaneceram mais tempo com a posse de bola durante toda a partida. 
 
O primeiro gol do Barroso foi marcado após uma cobrança de falta. O zagueiro Christofer foi o mais alto e de cabeça marcou o primeiro gol do jogo. Kadu, que fez o passe do primeiro, marcou o dele no segundo tempo. Foi em uma cobrança de pênalti, sofrido pelo Natan, após uma roubada de bola no meio de campo. Já nos acréscimos,  João fez um golaço, encobrindo o goleiro adversário. Na comemoração, teve até “mergulho”, com o tradicional peixinho no gramado. 
 
No dia 07 de abril, o Barroso enfrenta o Operário de Mafra, em Itaiópolis. A partida é válida pela quinta rodada do turno.
Foto: Rafael Nunes/RN Assessoria

Barroso enfrenta o Marcílio Dias nesta quinta-feira, em Itajaí

É um jogo da categoria de base, mas com peso e preparação de profissional. Os dois grandes clubes da cidade quando se enfrentam, não importa a idade, acaba virando um clássico. Mas, se entre os adultos a rivalidade é grande, como trabalhar tal sentimento de amor ao clube com os jovens? No Clube Náutico Almirante Barroso, além do bom futebol, a comissão técnica passou a trabalhar uma parte tão importante para os atletas do Juvenil, quanto jogar bola, que é o emocional. A meta é estar bem dentro e fora de campo. A maioria dos meninos que hoje jogam nos dois clubes, cresceram vivenciando essa rivalidade e nos últimos anos isso reacendeu com a volta do Barroso para os campeonatos.

Eles são amigos, estudam juntos e até na mesma sala de aula, cresceram jogando juntos ou frequentaram as mesmas escolinhas de futebol e por isso essa rivalidade se torna mais viva nas categorias de base. Eles torcem um pelo outro, mas quando o jogo começa e a bola rola, essa amizade dá lugar ao calor da competição, todos querem vencer. Para o técnico do Barroso, é preciso entrar com ensinamento diferenciado para eles. “Já vivenciamos isso quando profissionais e agora precisamos ensiná-los. Hoje você cobrar e punir é muito fácil, agora o difícil é ensinar sobre o emocional e isso também é um dever nosso. Nós precisamos ensinar eles a ter auto controle, ter paciência e fazer aquilo para que são chamados aqui no Barroso, que é jogar futebol, jogar futebol com alegria e se desfazer de qualquer pensamento de briga ou de confusão”, explica Teco.

Provocações no esporte acontecem a todo instante, mas a estratégia da vez é tranquilizar os alunos e mostrar que mesmo sob pressão, eles precisam ter equilíbrio, paciência e apresentar o que tem de melhor: o futebol. Em uma conversa com os atletas, o técnico enfatizou: “vocês estão aqui porque são mestres no quesito futebol, porque tem qualidade e potencial para jogar. Caso contrário, se quiserem partir para outras coisas que não dizem respeito ao futebol, podem buscar outra modalidade”. O jogo entre Barroso e Marcílio Dias na categoria Sub-17, está marcado para esta quinta-feira (29), às 15 horas, no Campo do Natalense.

Palhoça vai sediar evento internacional de Remo Indoor

No dia 31 de março inicia o 2º Circuito Internacional de Remo Indoor. A primeira parada será na região da Grande Florianópolis, em Palhoça. Será a largada para uma série de 3 etapas. O evento irá reunir competidores de box de crossfit, clubes de remo e academias em provas divididas nas modalidades: infantil, júnior, master, crossfit, paralímpica e revezamento nas categorias masculina, feminina e mista. A previsão para esta primeira fase é reunir mais de 100 competidores. A prova será realizada no primeiro piso do Shopping Via Catarina, a partir das 13h45.

O Circuito Internacional de Remo Indoor – Row To Win é o único evento neste modelo realizado na Região Sul do país. A primeira edição aconteceu no ano passado e contou com duas etapas: a primeira em Balneário Camboriú e a segunda em Itajaí. Reuniu mais de 200 competidores e atletas conhecidos como a campeã olímpica Fabiana Beltrame, medalha de ouro no Campeonato Mundial na Eslovênia, Sofia Ibarguren campeã brasileira pelo Clube Vasco da Gama e Matheus Freitas, também do Vasco, que quebrou o recorde brasileiro nos 1000 metros e garantiu o segundo melhor tempo do mundo.

Assim como no ano passado, a competição será realizada em uma arena montada com equipamentos ligados em rede, responsável por projetar em um telão a competição entre os barcos, garantindo ao público a possibilidade de conferir em tempo real o desempenho de cada remador e torcer pelo clube ou atleta preferido. Além da disputa pelo melhor resultado em cada modalidade, a expectativa da organização e dos atletas é para a retomada da quebra de recordes nos mil metros. Caso algum atleta consiga esse feito, receberá a premiação em dinheiro e o remo de madeira (uma peça artesanal e exclusiva do evento). Na lista de premiação tem ainda  viagens para Cancún.

Outra novidade do Circuito deste ano é a disputa de um remoergômetro (equipamento usado nas provas). Os cinco primeiros classificados de cada categoria estarão habilitados para a superprova marcada para a última etapa do circuito, em Itajaí, no dia 27 de outubro. “Com o sucesso do evento em 2017, este ano decidimos ampliar as premiações. Esta é uma maneira de prestigiar os atletas que acreditaram neste sonho, valorizar os apaixonados pelo remo. E quero lembrar aqui que este é o começo, para o próximo ano a intenção é trazer mais novidades. Afinal de conta a meta é tornar este circuito um referencial para o Brasil”, destacou o idealizador do Row To Win, Maurício Boabaid. As informações sobre a premiação e as etapas deste ano você encontra no site: rowtowin.com.br.

 O Remo Indoor:

Trata-se de uma atividade centenária que está sendo descoberta pelas academias e garante uma série de benefícios. Em Itajaí, Santa Catarina foi criada a primeira academia especializada em Remo Indoor. A modalidade tem os mesmos princípios do esporte praticado nas águas e simula a remada em um equipamento de última geração, utilizado pelas melhores equipes do mundo, como se estivessem em um barco. O remo é considerado um esporte completo e, segundo os especialistas, movimenta todos os músculos do corpo em harmonia. A prática do remo Indoor proporciona uma alta queima de calorias, condicionamento físico privilegiado, pois desenvolve os quatros pilares da atividade física em um só exercício: força, flexibilidade, resistência e coordenação motora.

Nova medicação, em fase de testes, para pacientes que sofrem de artrite reumatoide

Tudo começa com dores nas articulações, vermelhidão e calor, principalmente nos punhos e nas mãos. Esses são os principais sintomas de uma doença inflamatória que acomete cerca de 2 milhões de brasileiros: A Artrite Reumatoide. Ela é autoimune, crônica, sem cura, com caráter degenerativo podendo afetar, não só as juntas, mas outras partes do organismo. Mesmo diante de um quadro tão complicado, a boa notícia para o paciente com esse diagnóstico é que há, em fase de testes, um novo medicamento.

A nova opção de medicação está disponível em 157 pontos pelo mundo, e um deles é o Centro de Novos Tratamentos em Itajaí, único do estado de SC a realizar o procedimento. O material utilizado no estudo é produzido por uma indústria russa e é injetável. A frequência com que o paciente receberá as doses vai depender da evolução da artrite, podendo ser uma aplicação a cada duas ou quatro semanas. Para fazer parte desse estudo, que tem sido promissor nas etapas iniciais, demonstrando bons resultados em pessoas que não reagiam a outras medicações, o paciente precisa se encaixar em alguns critérios, como: maior de 18 anos, comprovação do diagnóstico, o histórico de uso de determinado remédio e a comprovação da não eficácia dele para a doença.

A intenção do estudo é avaliar a segurança, o efeito e a tolerância da pessoa com artrite a esses novos tratamentos. De acordo com o médico reumatologista da Clínica Neoplasias, doutor Filipe Martins de Melo, mesmo na primeira fase de testes, o tratamento tem atestado bons resultados “A medicação tem trazido grandes efeitos positivos nas vidas dos pacientes com artrite reumatoide, conseguindo controlar a inflamação, fazendo com que esse grupo de pessoas possa realizar determinados movimentos sem dor, melhorando a qualidade de vida”, afirma o médico.

Para fazer parte desse estudo, recebendo as aplicações de graça basta entrar em contato com o Centro de Novos Tratamentos de Itajaí, pelo telefone 47 3348 5083, ou por e-mail, poliana@oncologiasc.com.br .

Outras cidades do Brasil também estão oferecendo o mesmo estudo, como: Rio de Janeiro – RJ, Santo André e São Paulo – SP, Juiz de Fora – MG, Maringá e Curitiba – PR, Passo Fundo e Porto Alegre –RS, Vitória – ES, Fortaleza – CE e Goiânia – GO. Cerca de 350 pessoas, em todo o mundo, são esperadas para fazerem parte desses testes.

Foto: Divulgação/ Internet