Equipes de Florianópolis lideram Circuito de Remo Indoor deste ano

Até o dia 27 de outubro, data da última etapa do Circuito Internacional de Remo Indoor, muitas mudanças devem acontecer nesta tabela de resultados. Mas largar na frente tem as suas vantagens, ainda mais para quem espera estar entre os 5 finalistas de box de Croosfit e os 5 finalistas de Clube de Remo, para a disputa da superprova que tem como prêmio um remo ergômetro.  Nesta primeira etapa realizada em Palhoça, as equipes que mais pontuaram foram as de Florianópolis. A única modalidade onde elas não lideram é a feminina, comandada por uma atleta do Box de Crossfit Cristo Rei, de Curitiba – Paraná. Nas demais, a briga é acirrada entre os Clubes de Remo Martinelli, Aldo Luz e o box de crossfit Illustris, de Palhoça. A diferença entre as equipes não passa de 13 pontos, resultado do alto nível de desempenho dos remadores. No ranking de atletas inscritos, o primeiro lugar também é de uma equipe de Florianópolis. Com 33 remadores, o Aldo Luz lidera e para a segunda prova que vai ocorrer em julho, este número deve aumentar. O clube de remo participou de todas as etapas do ano passado e está entre as promessas para  2018.

Este ano foram mais de 120 inscritos, representando 16 equipes (box de crossofit e clubes de remo). O número de participantes ultrapassou o registrado nas etapas anteriores e a promessa é de mais de 150 participações na etapa de Balneário Camboriú. O desafio para atingir este número foi lançado pelo organizador do evento, Maurício Boabaid durante a etapa de Palhoça. “Foi um evento espetacular, é a primeira realizada na Grande Florianópolis. Quero agradecer o público que prestigiou a competição e os atletas por acreditarem neste circuito. O Row To Win é um sonho. Nosso desejo é ir além, neste ano estivemos em Palhoça, no ano que vem a intenção é realizar uma etapa fora de Santa Catarina e daí em diante ganhar o país divulgado o potencial do esporte”, destacou Maurício.

Um potencial acompanhado de muita adrenalina, nervosismo, movimentos repetitivos para alcançar a perfeição, estratégia para vencer e uma paixão contagiante na hora das provas. Uma mistura que nesta etapa de Palhoça foi vivenciada por quem passou pela arena montada dentro do Shopping ViaCatarina. Todas as disputas foram emocionantes, mas em especial a última: quádruplo misto aberto de 2000m foi de tirar o fôlego da torcida e dos competidores. Uma prova disputada remada a remada onde quem garantiu a vitória foi a equipe CrossFit Illustris, de Palhoça, com um tempo de 06:27.6. O próximo encontro dos apaixonados por remo está marcado para o dia 21 de julho, na cidade de Balneário Camboriú. Para esta etapa, além de todo o show dos competidores, fica a expectativa para a quebra de recorde do Row To Win, que nesta prova não foi alcançado.

Casos de câncer no intestino e no reto aumentam em SC

Dados do INCA – Instituto Nacional do Câncer – revelam que, ano após ano, há crescimento no número de pessoas diagnosticadas com uma doença ainda pouco mencionada: Câncer Colorretal, tumores que abrangem parte do intestino grosso (o cólon) e do reto.

O alerta é para a população mundial, pois é terceira neoplasia maligna mais frequente diagnosticada no mundo e a quarta principal causa de morte por câncer. Por aqui, o Câncer Colorretal atinge mais as mulheres. Nelas é o segundo mais frequente na região sul. As taxas mais elevadas estão nos países mais ricos, em contrapartida, a maior proporção de óbitos se concentra nos países menos desenvolvidos, como Brasil.

O Índice de Desenvolvimento Humano, chamado IDH, está diretamente relacionado a estas estatísticas. Novamente, o Brasil aparece em destaque, enquadrado no perfil de países que passaram por uma rápida transição econômica, afetando direta e indiretamente a saúde da população. Em 2015, o Brasil registrou a morte de 8.533 mulheres e 8.163 homens vítimas da doença. Já em países com alto IDH, como Canadá, houve aumento de pacientes doentes, porém redução na mortalidade.

Para o médico oncologista da Clínica Neoplasias e do Centro de Novos Tratamentos Itajaí, Giuliano Borges, há características que podem explicar o avanço da doença, entre elas a velhice. “A população mundial envelheceu. Teoricamente, quanto mais idoso o ser humano, maior a chance de mutações e câncer”.

Mas mesmo com o fator idade, outros três aspectos, de acordo com o INCA, interferem diretamente no surgimento da doença: genética, ambiente e estilo de vida. Uma alimentação saudável está ligada a esse ponto.

Muito provável, os índices de Câncer Colorretal sejam maiores em países desenvolvidos tendo em vista que uma parcela maior da população tem sua situação financeira favorável, conseguindo acesso a alimentos processados, defumados e embutidos. Itens que, segundo os médicos, deveriam ser excluídos da alimentação, em razão de estarem relacionados ao aumento de casos da doença no mundo.

O médico Giuliano reforça que a base para uma boa saúde está na ingestão e escolha correta dos alimentos: “O consumo de refrigerantes faz parte da rotina de muitas famílias, as últimas gerações têm feito uso com frequência e, pode estar aí, uma possível explicação para o acréscimo do câncer. Já, ingerir comidas frescas diminui o risco da doença”, afirma o oncologista.

Santa Catarina acompanha, de forma preocupante, os índices nacionais em relação Câncer Colorretal. Em 2010, somados todos os casos, a estimativa do INCA apontou 460 pessoas doentes naquele ano. Em 2016, esse número passou para 530 homens e 560 mulheres. E em 2018, são esperados 1.200 casos, em ambos os sexos, um aumento de mais de 50%.

No Brasil, em 2010 foram 28.110 casos de Câncer Colorretal em homens e mulheres, em 2016 os números progrediram chegando a 34.280 e a expectativa para 2018/2019 é de 36.360 ao ano, ou seja, em dois anos serão 72.720 novos brasileiros com o diagnóstico.

O INCA lista algumas situações que devem ser evitadas para garantir saúde e, consequentemente, menos chances de desenvolver qualquer tipo de câncer. EVITE:

Consumir bebidas alcoólicas;

Alto consumo de carne vermelha e alimentos processados;

Obesidade e falta de atividade física;

Tabagismo.

E não esqueça: Consuma frutas e vegetais.

Novo Estudo: 

Novos estudos surgem em busca da cura do Câncer Colorretal. Hoje, há uma medicação, em fase de testes, sendo aplicada nos doentes no mundo. O trabalho iniciou em agosto de 2016 e deve ser concluído em julho de 2019. Para fazer parte deste processo é necessário ter o diagnóstico, se enquadrar em alguns pontos exigidos e ter mais de 18 anos. Em Itajaí, a pesquisa clínica está disponível no Centro de Novos Tratamentos. Mais informações podem ser obtidas através do 47 3348 5093 ou e-mail: poliana@oncologiasc.com.br.

No Brasil, há também recrutamento deste mesmo estudo nas cidades de Porto Alegre, Passo Fundo, Pelotas, Lajeado e Caxias do Sul ( RS); Sorocaba, São José do Rio Preto, São Paulo, Barretos, Santo André ( SP); Cachoeiro de Itapemirim( ES); Belo Horizonte ( MG). No mundo, são esperados 645 pacientes para o tratamento experimental.

Campanha de Vacinação contra a gripe na OAB de ITAJAÍ

Neste ano, a campanha itinerante promovida pela Caixa de Assistência dos Advogados de SC vai acontecer em Itajaí entre os dias 16 e 17 de abril, na sede da Ordem dos Advogados da cidade. O horário será das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30. O preço para a imunização contra a influenza com a vacina tetravalente será de R$ 40,00 aos advogados e dependentes. Os advogados com mais de 60 anos poderão tomar a vacina gratuitamente. É necessário apresentar a carteira da OAB e documento que comprove o vínculo com o advogado. Importante: Crianças menores de 5 anos não serão vacinadas e de 5 a 8 anos, somente se já foram vacinadas anteriormente.

A vacina tetravalente  imuniza contra quatro diferentes cepas do vírus influenza: 2 cepas A (H1N1 e H3N2) e 2 linhagens B (Yamagata e Victoria).  Segundo o Ministério da Saúde, em 2018, até 31 de março, foram registrados 228 casos de influenza em todo o país. No mesmo período, foram 28 óbitos: 10 foram por H3N2; 8 por H1N1; 6 óbitos foram por influenza B e os outros 4 óbitos por influenza A não subtipado.

Implantação do eSocial será tema de palestra para empresas do transporte 

A partir do dia 16 de julho empresas que faturaram abaixo de R$ 78 mi de reais,  em 2016, iniciam o processo de implantação do Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas – eSocial. Esta é a segunda etapa do cronograma estipulado pelo Governo Federal. A primeira começou em janeiro deste ano e foi direcionada para as empresas com faturamento superior aos R$ 78 mi. De acordo com o governo, as etapas são divididas em fases, estipulando prazos para informações relativas às empresas, trabalhadores, envio de folhas de pagamento e dados de saúde, por exemplo.

As regras para esta segunda etapa de implantação serão repassadas durante uma palestra marcada para esta quinta-feira (12), na sede da Intersindical Patronal em Itajaí, a partir das 19h. O encontro vai reunir chefes de RH, contabilistas e empresários das empresas de transporte de carga que integram o Sindicato das Empresas de Veículos de Transporte de Carga e Logística de Itajaí e Região – SEVEÍCULOS.

Para Jení Carla Fritzke Schülter Consultora em sistemas contábeis, durante o encontro os participantes terão a chance de entender a importância da criação do eSocial e a necessidade de cumprir os prazos para evitar multas. No cronograma estão temas como: prazos de cada empresa, documentos que precisam ser enviados, o que muda e o que deve ser feito de maneira diferente e as multas. Jení destaca que a intenção do Governo é contar com apenas um canal oficial de informação. “Hoje todos estes documentos e dados ficam divididos entre Receita Federal, Ministério do Trabalho, Caixa Econômica Federal e Previdência.  Com a implantação do sistema tudo isso vai para um só local e lá o governo consegue fazer todas as conferências, entre elas as referente aos prazos de entrega das declarações e documentos”, finaliza….

O presidente do SEVEÍCULOS, Paulo Afonso Espíndola, comenta que a realização desta palestra faz parte do cronograma de ações da entidade. ‘É responsabilidade do sindicato levar até o associado todo o tipo de informação necessária para garantir o bom andamento das empresas. O SEVEÍCULOS faz isso diariamente com as questões que envolvem o departamento jurídico do sindicato e sempre que necessário busca profissionais capacidades para esclarecer dúvidas sobre outras áreas, como vai acontecer nesta semana”, finalizou o presidente.

Barroso assume a liderança do Sub-17 do Catarinense após goleada em cima do Operário de Mafra

O final de semana foi de comemoração e goleada para o Almirante Barroso de Itajaí. Jogando fora de casa a equipe aproveitou a vantagem em cima do Operário de Mafra e garantiu a quarta vitória consecutiva no campeonato e um placar de 0x8 no jogo realizado no último sábado (07), em Itaiópolis no Planalto Norte Catarinense.

                No primeiro tempo foram marcados três gols. Santino, Kadu e Natan foram os destaques da primeira etapa. A estratégia do treinador Teco desde o começo do jogo foi manter a pressão na saída de bola e aproveitar o clima de união do time, uma estratégia mantida no segundo tempo que rendeu mais 5 gols para o Barroso.  Na segunda etapa, os gols foram marcados por Kadu de pênalti, Felipe, Ruan que marcou duas vezes e João Vitor.  “O resultado da partida fora de casa mostra o controle que o Barrosos teve da partida deste o primeiro minuto. Claro que ninguém entra em campo pensando em uma goleada assim, mas o nosso time soube aproveitar as oportunidades, os jogadores estavam concentrados. Um conjunto de fatores que deu certo e nós voltamos para Itajaí com uma vitória e a liderança,” destacou Teco.

                O jogador João Vitor, responsável pelo 7º gol do Barroso lembrou que tudo o que está acontecendo com o Barroso do começo do campeonato até aqui é resultado do empenho do grupo. “Nós estamos fazendo por merecer. Claro que ainda não é motivo para comemorar um título, pois temos os pés no chão, mas queremos olhar alto, como uma águia. Tudo com humildade e com equilíbrio,” finalizou João Vitor. Com a vitória de goleada em cima do Operário de Mafra o Barroso assumiu a liderança do Campeonato Catarinense Juvenil com 12 pontos. O time de Itajaí lidera ainda o ranking de artilheiros da competição. Kadu é o destaque com 5 gols marcados em 4 jogos.

Secretaria da Pesca vai para Presidência da República

Depois de meses de espera e de incertezas, a semana encerra com a publicação do Decreto 9.330, que transfere a Secretaria Especial da Aquicultura e da Pesca – SEAP, para a Secretaria Geral da Presidência da República. A publicação confirmando esta mudança era esperada pelo setor pesqueiro desde o ano passado, quando o Senado aprovou uma Medida Provisória (MP) 782/2017, que promoveu alterações na organização administrativa do Poder Executivo Federal, passando a Pesca para a Presidência.

A notícia desta sexta-feira (06) foi celebrada pelo Presidente do Sindicato dos Armadores e das Indústrias da Pesca de Itajaí e Região – SINDIPI. Para Jorge Neves, a publicação concede ao Secretário da Pesca, Dayvson Franklin de Souza, a chance de dar continuidade ao trabalho que até hoje estava comprometido, pois a Pesca não tinha um lugar determinado.  “A partir de agora, o Secretário tem o que precisava para trabalhar. Logo depois que soube da publicação entrei em contato com o Secretário e solicitei uma atuação compartilhada com o setor. Queremos a partir de agora um trabalho que promova o respeito com a pesca. Repito, o SINDIPI quer respeito, segurança jurídica para trabalhar e além disso, espera ser lembrado como um setor produtivo, responsável pela geração de emprego e impostos”, destacou o presidente.

Com esta definição, o presidente do SINDIPI aguarda uma agilidade nos processos para tentar amenizar as perdas e problemas enfrentados nos últimos anos com as trocas de Ministérios. “Espero que este engessamento provocado pelo próprio governo termine. Agora que estamos ligados diretamente a Presidência da República alimentamos a esperança de mudanças. Está na hora de fazer a diferença para os armadores, indústrias, pescadores, ou seja, para todo o “povo das águas”, sem exceção”, finalizou Jorge Neves.

Ainda referente a este momento da Pesca, o presidente do SINDIPI destacou a importância da contratação de pessoas técnicas e com conhecimento para auxiliar nas demandas do setor e na tomada de decisões. Para Jorge, este item nesta nova fase da pesca é imprescindível para o sucesso da atividade.

Sindicato das Empresas de Comércio Exterior prepara workshop para debater as alterações da regulamentação do ICMS

No fim de abril, o Sindicato das Empresas de Comércio Exterior do Estado de Santa Catarina – SINDITRADE, vai realizar um Workshop para discutir os reflexos econômicos e comerciais (em relação às Empresas, o Estado e os Municípios) das alterações nos incentivos de ICMS estadual.

 A intenção é reunir representantes do Governo de SC e de Itajaí para uma mesa redonda e esclarecer as dúvidas quanto às normas que deverão entrar em vigor. Empresários associados e não associados são esperados para a discussão. A data será divulgada nos próximos dias. Essa definição aconteceu nesta quinta-feira, 5, em uma reunião do sindicato patronal, realizada na sede da Intersindical de Itajaí.

 Representantes do setor receberam nos últimos dias as primeiras informações sobre as alterações estudadas pela Secretaria da Fazenda do Estado nos incentivos fiscais para as empresas de comércio exterior. “ Precisamos entender as mudanças o quanto antes, para nos prepararmos para uma transição que, dado o que sabemos no momento, se antevê bastante difícil, especialmente para as empresas que realizaram investimentos com base na legislação corrente, e podem vir a ter seus negócios inviabilizados pelas alterações em estudo. Para isso, o debate, a troca de ideias e discussão de alternativas são fundamentais”, relatou Rogério Marin.

 A legislação em vigor nesta área já está em vigência por mais de 15 anos. Segundo o presidente do Sinditrade, Rogério Marin, a lei é bastante eficiente em trazer novos negócios para Santa Catarina. Ele lembra ainda que mudanças de regra durante o jogo não agradam o empresariado, e também não contribuem para a credibilidade do Estado. Por isso, é preciso clareza nas definições entre os empresários e o setor público. “ Santa Catarina é um Estado vocacionado e extremamente bem preparado para o comércio exterior, temos infraestrutura e capital humano preparado como poucos outros Estados para lidar com a cadeia de comércio internacional, mas não há como competir sem uma estrutura tributária focada em incentivar o setor, que vem contribuindo decisivamente, ao longo de uma década e meia, para o crescimento da economia catarinense acima da média nacional”, concluiu.

União é aposta dos jogadores do Barroso para o próximo desafio no Catarinense

No estádio Camilo Mussi, em Itajaí, o clima entre os atletas do Sub-17 é de otimismo e confiança para o quarto jogo do Campeonato Catarinense Juvenil. A partida marcada para este sábado acontece fora de casa, no estádio 16 de Abril, em Itaiópolis. A partida está marcada para às 15h. Com três jogos, três vitórias e 9 pontos na tabela de classificação, o Almirante Barroso mantém 100% de aproveitamento e ao lado do Metropolitano é um dos destaques do juvenil deste ano.

Para esta partida de sábado tem novidade no Barroso: o lateral esquerdo Bruno foi confirmado para o jogo contra o Itaiópolis. De acordo com o treinador Teco, nesta semana foi feito um trabalho focado para potencializar as qualidades do jogador. Com a entrada de Bruno, Teco vai alterar um pouco a organização da equipe, adaptando o time ao perfil do adversário. “O Operário de Mafra é uma equipe que marca pressionando a saída de bola. Na estreia do campeonato, enfrentamos o Camboriú com esta mesma estratégia, então pressão não é novidade para nós. Mas é preciso atenção para evitar surpresas no jogo de sábado,” destacou Teco.

O time vem de uma vitória em cima do Marcílio Dias, um clássico que demonstrou a união do grupo e o desejo do Barroso de chegar a final do juvenil. Uma união destacada pelo lateral Bruno. “É importante a união do nosso grupo, eu acredito que a dedicação de todos, o desempenho individual e a vontade de vencer e trazer para o Barroso o título de campeão fazem com que a gente mantenha 100% de aproveitamento. É neste clima que nós vamos para enfrentar o Operário de Mafra”, comentou Bruno.

O goleiro Neto, destaque do time, também lembrou deste clima de união dos jogadores. Mas além desta característica importante, destacou as orientações do treinador. “Essa união faz a diferença, mas além disso nós sabemos o que é preciso fazer dentro de campo, por isso, eu acredito que o resultado no jogo deste sábado será positivo”, disse Neto. Para o treinador Teco, o goleiro tem feito boas partidas. “Neto tem jogado bem com os pés, a gente tem idealizado esse tipo de jogo com os pés e o Neto tem saído bem. É um atleta que conquistou a confiança da Comissão Técnica”, destacou o treinador.

O Almirante Barroso viaja na manhã deste sábado para Itaiópolis, lembrando que o Operário de Mafra é o 8º colocado na tabela de classificação com apenas 1 ponto nos três jogos que disputou.

 

Projeto inédito no Brasil sobre métodos alternativos e sistêmicos usados no sistema prisional

É difícil, nos dias de hoje, um ser humano olhar para o outro sem julgamento, com compaixão, tentando compreendê-lo. Se a pessoa em questão for um detento, o cenário fica ainda mais obscuro. Uma nova técnica, que surgiu para facilitar acordos na justiça, vem ganhando espaço no Brasil e em Santa Catarina. É a Constelação Sistêmica, considerada uma alternativa que busca transformar conflitos.

Pensando em um caminho diferente para os que vivem no sistema prisional, os Professores do Curso de Direito da Univali, Fabiano Oldoni e Márcia Sarubbi, com o apoio de juízes, defensoria pública, agentes prisionais, entre outros, desenvolveram o projeto na Casa de Albergado Irmã Uliano, em Florianópolis.

As experiências foram relatadas por eles em um livro voltado à humanização das condenações e da realidade penal: “Constelação Sistêmica na Execução Penal: metodologia para sua aplicação”. “ Essas experiências mostram que os conflitos em prisões geralmente passam de gerações em gerações e são problemas, muitas vezes ocultos nas famílias. A técnica faz com que eles assumam as responsabilidades do ato que cometeram, e ao mesmo tempo, verificarem que é possível mudar”, pontuou Oldoni.

O exemplar é dividido em três partes e narra como deve ser desenvolvida a técnica de Constelação num presídio ou penitenciária, onde a pessoa privada de liberdade não deve somente ser abordada de uma maneira Constitucional, mas sim como ser humano que, em sua maioria, é repleto de conflitos desde a infância e com heranças emocionais negativas que refletem no comportamento atual.

Na edição “Constelação Sistêmica na Execução Penal: metodologia para sua aplicação”, Fabiano e Márcia narram as metodologias utilizadas, as posturas adotadas e o modelo a ser seguido na prática do procedimento dentro do sistema prisional ou em situações que envolvam condenados pela justiça.

É uma leitura indicada não somente para os profissionais do direito, mas também para a sociedade de uma maneira em geral, para que possam observar as pessoas privadas de liberdade de uma outra forma, com uma visão libertadora, percebendo que, no fim, estamos todos conectados e fazendo parte de um mesmo sistema.

O lançamento do livro será dia 11 de abril, na Univali, Campus Itajaí.

SOBRE O MÉTODO CONSTELAÇÃO SISTÊMICA

Uma técnica que trabalha as emoções e a energia. Utilizada em várias áreas do direito, o procedimento é visto como uma alternativa bastante eficiente para a transformação dos conflitos. A pessoa (apenado, vítima, envolvidos em divórcio, briga de família, etc) busca compreender as questões ocultas que podem estar diretamente envolvidas nos atuais conflitos. A partir daí, os envolvidos se depararam com o problema em forma de psicodrama, percebem os emaranhamentos e passam a ver com mais compreensão a situação conflituosa, auxiliando os acordos judiciais e seus cumprimentos.

Morre o fundador do sindicato de transporte rodoviário de carga mais antigo de Santa Catarina

Antônio Nicolau Bucher morreu neste domingo no Hospital Marieta Konder Bornhaunsen em Itajaí. Ele estava internado na UTI desde sábado (31), e morreu após uma pneumonia aspirativa.  O homem dos cabelos brancos, das marcas do tempo deixadas na pele e um conhecimento imensurável do setor de transporte rodoviário de carga fez história no estado ao fundar em 1950 o primeiro sindicato de Santa Catarina – SEVEÍCULOS localizado em Itajaí.  Naquela época as mercadorias eram transportadas em carretas de madeira puxadas por tratores em estradas de chão, até chegar ao porto da cidade. Um período onde o valor do frete respeitava uma tabela. Durante o dia era um preço e a noite outro. Memórias guardadas e relatadas por Antônio durante as rodas de conversas com outros transportadores.

 O atual presidente do Sindicato das Empresas de Veículos de Transporte de Carga e Logística de Itajaí e Região – SEVEÍCULOS, Paulo Afonso Espíndola, conta que estes momentos eram uma aula sobre o transporte. A experiência, o conhecimento e a dedicação de seu Antônio serão lembrados com saudade e admiração. “Ele foi um homem a frente do seu tempo. Fundou o primeiro sindicato do nosso estado. Conhecia como ninguém cada ciclo do transporte e vivenciou o progresso do nosso setor. Antônio, foi um lutador, e uma inspiração para a família. Os filhos continuaram a trajetória do pai e depois vieram os netos. A Nora de seu Antônio, Jacqueline Bucher é secretária executiva do nosso sindicato e a mais antiga de todas as entidades representativas do setor no estado.  O que demonstra o quanto o transporte fazia parte desta família. Hoje todos nós estamos de luto”, finalizou o presidente.

Antônio Bucher, além de fundador do SEVEÍCULOS, foi o primeiro presidente da entidade e desde 1950 sempre este envolvido com o sindicato. Em 2016 foi homenageado pela Diretoria durante uma reunião itinerante do SEVEICULOS. Na época ele recebeu o reconhecimento pelos serviços prestados ao setor. Neste mesmo ano o sindicato gravou um vídeo com o fundador, um material em vídeo onde está registrado a história da criação da entidade e os principais momentos do setor do transporte ao longo de 64 anos. O sepultamento do corpo de Antônio Bucher, está marcado para às 11h desta segunda-feira (02), no Cemitério da Fazenda em Itajaí.