Barroso vence o Camboriú em Itajaí

Jogando em casa, o Almirante Barroso mostrou superioridade em uma partida com muitas oportunidades de gol, muita disputa de bola,  força e venceu o Camboriú por 1 x 0. Esse resultado mantém viva a chance do Almirante Barroso disputar uma vaga para a semifinal da série B do catarinense.

As defesas do goleiro Hudson, que fechou o gol do alviverde, foram destaque no jogo desta quarta-feira, 25, no Camilo Mussi.  “ O grupo todo está de parabéns por esta vitória. A nossa entrega foi total. O nosso time se entregou, se empenhou até o final. Nós mostramos dentro de campo todo o resultado dos treinos, da nossa qualidade, nossa vontade. Agora é agradecer e comemorar”, comentou o Hudson Jr.

O único gol da partida, foi marcado aos 45 minutos do primeiro tempo por Jean, que aproveitou o lançamento e mandou para o fundo da rede. “ Jogo a jogo, vivendo como uma decisão. Eu falei para eles que jogassem uma final mesmo, para que a gente conseguisse uma vitória, que é de suma importância para o Barroso, para nos mantermos fortes na competição”, reforçou o técnico Renê Marques.

No próximo domingo, o Almirante vai a Joinville enfrentar o Fluminense. A partida será às 15h, na Arena e marca a sexta rodada do returno.

Dia dos avós entra no calendário do comércio em Santa Catarina

            O velhinho de cabelos brancos, que usa bengala, óculos e suspensórios não representa mais a imagem da maioria dos vovôs do século XXI. Com a modernidade, os avós – vô e vó – se atualizaram, estão mais contemporâneos e conectados. Figuras inspiradoras para todas as gerações e que têm dia para serem lembradas: 26 DE JULHO, dia dos avós. Os lojistas de Santa Catarina estão otimistas e preparados para receber filhos e netos à procura de um presente para eles. Em Itajaí, a CDL está com uma campanha para incentivar lojas e consumidores. “nós abraçamos a iniciativa da FCDL para ressaltar essa data especial, que é o dia dos avós. Eles são pessoas especiais nas famílias e merecem esse reconhecimento”, lembra o Presidente da CDL, Laerson Batista da Costa.

            Para as vovós o comércio de rua oferece perfume, acessórios, joia, roupas, sapatos, cosméticos, além de uma infinidade de peças de decoração e objetos para casa. Os vovôs também têm lojas específicas com relógios, roupas, sapatos, cintos, livros e kits masculinos.

            A mudança de comportamento traz presentes que se encaixam para os dois, eles irão adorar! São telefones celulares, tablets, caixas de som e até pacotes de viagem e vales presentes em clínicas de estéticas, afinal o tempo vai passando e os avós buscam ter uma aparência jovem, estão cuidando mais da saúde.  Dados do IBGE mostram que o número de idosos aumentou em 18% nos últimos cinco anos e chegou a 30,2 milhões no Brasil em 2017. Uma demonstração da dimensão de avós que existem no país, sem esquecer que muitos outros ainda nem chegaram aos 60 anos.

            Um ditado diz que ser avô é ser pai em dobro, é como se amasse o filho pela segunda vez de forma mais leve e tranquila. Sentimento recíproco e a ciência recomenda essa convivência. Segundo cientistas da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, os avós com a mente saudável aumentam as chances de sobrevivência dos netos.  Uma troca de experiências, já que os mais jovens trazem novas ideias e visões, enquanto os mais velhos ensinam histórias, o que é enriquecedor.

        Independentemente da idade, de como os avós enxergam a vida, a tradição de dar presentes como forma de carinho em datas comemorativa não muda. Assim como as coisas simples da vida que não estão à venda, como levar as crianças para passear, gastar energia, brincar e se divertir.

Almirante Barroso conquista 3 pontos fora de casa

A vitória do Almirante Barroso em cima do Juventus, em Jaraguá do Sul, mostrou um novo trabalho em campo. O técnico Renê Marques apostou na segurança dos atletas, na confiança e o resultado foi positivo.

A equipe de Itajaí entrou em campo focada, com o objetivo de conquistar os 3 pontos. Durante toda a partida, pressionou o time da casa e teve boas oportunidades de abrir o placar. Somente aos 46 minutos, do segundo tempo, Genilson chutou de fora da área e balançou a rede. “Foi uma vitória importante, porque a gente vinha sofrendo bastante pressão. O time focou, fechou e deu certo”, comemora Genilson.

Para o técnico Renê Marques, a equipe está com o pé no chão e sabe da importância dessa vitória. “A equipe comprou a ideia da maneira de jogar e estamos felizes com o resultado e agora nós vamos passo a passo”, conclui.

O próximo desafio do Almirante Barroso é contra o Camboriú, na quarta-feira (25), no Estádio Camilo Mussi, em Itajaí.

Número de inscritos o Row To Win ultrapassa a meta de 150 atletas

A promessa da organização do Row To Win para a prova de Balneário Camboriú era reunir 150 atletas, mas de acordo com a última contagem 170 remadores confirmaram presença na disputa do próximo sábado, (21). A maior delegação é de Santa Catarina. O Clube de Remo Martinelli, de Florianópolis, pretende fazer história no Circuito Internacional de Remo Indoor e chega à Balneário Camboriú com 44 competidores. Além da participação de representantes catarinenses, o Row To Win atraiu também a atenção de remadores da região nordeste do país, com a participação de atletas da Bahia.

Para o organizador do evento, Maurício Boabaid, a vinda de competidores de outros estados, demonstra o fortalecimento do Row To Win. “O nosso evento cresceu, começamos realizando apenas duas etapas, este ano são três. E além de uma terceira prova conseguimos aumentar o número de participantes. Na disputa de Palhoça eu lancei um desafio para o Circuito, queria reunir 150 remadores e hoje celebramos um número superior”, destaca Maurício.

O organizador espera ainda um aumento no número de espectadores. Na prova realizada em 2017 em Balneário Camboriú, o público parou para assistir ao evento e vibrou com as disputas. A expectativa é repetir o feito e promover a prática do remo indoor na nossa região. A participação do Row To Win pela segunda vez consecutiva em Balneário Camboriú integra a programação de aniversário da cidade e marca também o aniversário de 1 ano do Circuito Internacional de Remo Indoor, por isso, o público pode esperar muitas surpresas no evento marcado para começar às 13h, no Balneário Shopping.

 

O homem precisa se adaptar a mais uma revolução industrial

A cada dia, nós, homens, somos surpreendidos por alguma novidade tecnológica. Muitos se impressionam, comemoram tamanha evolução, mas o que esperar daqui para frente? Será que estamos preparados para mais transformações? Seja bem-vindo a Quarta Revolução Industrial.

Assim como conta a história, o fato transformou a sociedade e a economia, substituindo a mão de obra braçal por máquinas, criando a eletricidade, os computadores e possibilitando novas formas de trabalho.

Chegamos onde chegamos graças a mente humana e ao desejo “oculto” de progredir e reduzir esforços físicos. Pessoas são sistemas biológicos e os sistemas tendem a poupar energia, com isso criamos métodos para facilitar a rotina, como carros que não precisam mais trocar de marcha, o controle remoto, etc… É que, o ser humano quando pensa em um objetivo cogita a forma mais fácil de alcança-lo, outro exemplo é: Quero ficar rico, vou apostar na loteria.

Nesse universo de descobertas é preciso estar ciente do quão veloz são as mudanças para você não correr o risco de ser atropelado por elas. Hoje, se perguntar a uma criança o que ela vai querer ser quando crescer, talvez, nem ela saiba responder. É que as profissões também sofrem variações com a evolução. Cerca de 65% dos estudantes, que hoje estão no primário, irão desempenhar um trabalho que ainda nem existe, não foi criado. Diante de circunstâncias como esta é que o ser humano precisa ligar o botão e estar atento as mudanças mundiais que interferem diretamente no comportamento da sociedade.

Ao mesmo instante em que pessoas estão sendo substituídas por robôs, estudiosos afirmam que nunca se teve um momento tão promissor.  “Em tempo algum tivemos a oportunidade de enriquecer como agora, ou seja, pessoas mais pobres, com poucos recursos podem ter uma ideia, criar algo novo, vender e ganhar muito dinheiro, como tem acontecido. Um exemplo são os chamados youtubers, demonstrando que as oportunidades estão unidas ao mundo moderno”, afirma o professor Leandro Bova.

Todos temos necessidades que geram outras necessidades, a partir daí surgem as oportunidades e criações para satisfazer e alcançar aos objetivos do homem. Porém, nem todos estão preparados e adaptados para esse “boom” que se aproxima. Para nos encaixar nessa rotina é necessário inteligência e criatividade, pois o grande ponto para seguir este fluxo é se adaptar ao meio.  “Não tem como fugir do avanço e do desenvolvimento, mas há como viver esse mundo moderno com tranquilidade e sabedoria,  trabalhando alguns pontos da inteligência”, diz o professor Bova.

E uma das características dessa Quarta Revolução Industrial é a velocidade com que as situações se modificam. O que era novidade, amanhã já não é mais, e a tecnologia já vai em busca de uma nova ferramenta para trazer uma outra descoberta e assim por diante… A evolução é um trilho de trem, reto, mas não muito sistemático. O homem que não conseguir se enquadrar e embarcar nesse vagão da mudança tende a ficar para trás.

 

BRASIL E ARGENTINA DISPUTAM RECORDE EM CIRCUITO INTERNACIONAL DE REMO, EM BALNEÁRIO CAMBORIÚ

  A Copa do Mundo acabou, a França levantou a taça, as seleções do Brasil e da Argentina foram eliminadas antes do previsto, mas a disputa entre os dois países continua. E essa “rivalidade” ultrapassa os gramados. Brasileiros e Argentinos também disputam o favoritismo e o recorde de uma competição de remo indoor, durante a Row To Win, que acontece no dia 21 de julho, em Balneário Camboriú.

     A expectativa da organização é receber mais de 150 competidores, mas os olhares estarão voltados para duas feras do esporte: o brasileiro Matheus Freitas, dono do recorde do Circuito – e o argentino Rodrigo Murillo, campeão Pan-Americano de 2011.

     Os dois atletas chegam com foco total à Santa Catarina e só pensam na vitória. “Depois de uma fratura durante os treinos já estou voltando 100%. Tenho trabalhado duro e vamos fazer o máximo para baixar o recorde, buscando melhorar cada vez mais”, diz o atleta brasileiro. O argentino não deixa para menos e afirma: “Tenho muita resistência! Não será fácil baixar o número do Matheus, mas estou ansioso e confiante que irei alcançá-lo”.

Eles têm se preparado bastante para a disputa do Row To Win, o remo indoor simula os mesmos movimentos do remo na água. A atividade vem crescendo e ganhando muitos adeptos por ser um esporte bastante completo, combina como em nenhum outro esporte força e resistência.

          A primeira etapa da prova de 2018 já ocorreu em Palhoça, a segunda será em Balneário Camboriú e a terceira em Itajaí, cidade destaque no setor náutico nacional. Na edição de 2017, cem competidores estiveram presentes em cada etapa e Matheus fez história batendo o recorde da prova com 2h49 min 8 segundos. De lá para cá, ele participou de dois Campeonatos Brasileiros, e competiu em categorias acima da dele.

     Para a disputa do próximo dia 21 o público pode esperar grandes emoções, adrenalina, preparo físico e uma grande rivalidade sadia. “Não conheço Rodrigo pessoalmente, mas vai ser um prazer disputar com um dos maiores competidores argentinos”, avalia Matheus. O hermano já avisa que vem pra ganhar o primeiro lugar. “Eu não gosto de perder nada, não será fácil me vencer. Mas aproveito para mandar saudações ao povo do Brasil que sempre me tratou muito bem toda vez que estive aí”, finaliza o argentino.

     Só resta saber se toda essa cordialidade vai entrar em cena na hora da disputa pelo melhor tempo no remo seco.

O QUE: Row To Win – competição de remo seco, atletas disputam quebra de recorde

QUANDO: 21 de julho de 2018

HORÁRIO: 13h

ONDE: Balneário Camboriú Shopping – Balneário Camboriú – SC

VALOR: Público pode assistir de graça a essa disputa.

Em ação histórica, OAB de Itajaí e Advogados Trabalhistas reúnem-se com juízes do Trabalho para tratar sobre provimentos 04 e 05/2018

Na manhã desta segunda-feira,16, a Diretoria da OAB de Itajaí e um grande número de advogados de Itajaí participaram de uma reunião com os juízes das varas do trabalho da cidade: Doutora Sandra Silva dos Santos e Doutores Ricardo Córdova Diniz, Ubiratan Alberto Pereira e Fabrício Zanatta.

O encontro foi uma oportunidade para a advocacia itajaiense pontuar a insatisfação e indignação que a criação do Provimento 04/2018 modificado para 05/2018 do Tribunal Regional do Trabalho, causou aos advogados. Uma ação que pode dificultar o trabalho da classe e fere as prerrogativas advocatícias e a legislação vigente (CPC).

“Entendemos que esse provimento, além de ilegal, fere os direitos, prerrogativas e a honra dos 50 mil Advogados Catarinenses, por isso, pedimos que Vossas Excelências deixem de aplica-lo por ser medida urgente, Justa e condigna com a grandeza da Advocacia de Itajaí e do Estado”, pontuou o presidente da Subseção, Murilo Zipperer.

O Conselheiro Federal da OAB, o advogado de Itajaí, João Paulo Tavares Bastos Gama, lembrou do papel importante das câmaras julgadoras da Ordem dos Advogados do Brasil, ao analisar todos os processos éticos que chegam a casa. “ Por tanto, nós queremos prestar conta, queremos que os maus advogados sejam punidos e estamos trabalhando para garantir isso. Agora, não podemos ser medidos por baixo e não podemos é fomentar o problema que não consta no provimento, como num caso já julgado em Blumenau”, acrescentou. O profissional se refere ao fato do magistrado julgar os honorários ( contratuais ou sucumbências).

Uma próxima reunião deve ser marcada ainda nesta semana em Itajaí, com o Desembargador do Trabalho-Corregedor, José Ernesto Manzi, durante a Semana de Correição, que acontece na Justiça do Trabalho.

Os magistrados que participaram da reunião se comprometeram em levar a demanda ao Desembargador e discutir internamente o fato.

Homens brasileiros realizam mais afazeres domésticos e se importam com a aparência

Eles ainda são minoria. De acordo com o IBGE, menos da metade da população brasileira – 48,5% – é formada por homens. Ainda nascem mais mulheres no país, mas o que seria delas sem uma presença masculina? Ele não precisa ser o namorado, o marido. Mas muitas vezes, é no sexo oposto que se encontra a figura de um grande amigo, um bom profissional ou um bom confidente. Detalhes e características que estão fazendo deles, os homens, seres humanos mais sensíveis, amorosos, sem perder a masculinidade e sem praticar o machismo.

     Se estamos em busca de uma sociedade com direitos iguais, nada mais justo do que celebrar, assim como o Dia Internacional da Mulher (comemorado em 8 de março), o DIA DO HOMEM, em 15 de julho. Uma data criada para lembrá-los o quão são importantes, que precisam estar atentos com a saúde e necessitam se cuidar. Aliás, muitos já estão neste caminho. Uma pesquisa recente, realizada pela Google Brandlab São Paulo, mostrou que 93% dos entrevistados acreditam que cuidar da aparência é importante. Ao reconhecer que se preocupa com a beleza, o homem demonstra que ignora as ameaças, os rótulos e preconceitos. Pelo contrário, muitos já começam a ver o machismo como um real problema da sociedade.

     Assim como as mulheres querem mais espaço no mercado de trabalho, eles estão realizando tarefas antes vistas como femininas. Segundo o IBGE, entre 2016 e 2017, aumentou o percentual de pessoas que executam afazeres domésticos, passando de 82,7% para 86%. Essa taxa cresceu mais entre os homens, com índice de realização de 78,7%. Outra demonstração é o destaque dos chefs de cozinha. O Guia Michelin, por exemplo – um famoso guia gastronômico –  traz, na sua minoria, cozinhas de restaurantes chefiados por mulheres. Os homens ocupam mais de 90% desse espaço.

     Quebrando paradigmas, o público masculino tem usado avental, comprado utensílios domésticos e gastado com roupas, sapatos, perfumaria e cosméticos. Os homens têm gostado de moda, se olhado no espelho, ido ao barbeiro e fazendo uso de produtos específicos. Nada disso abala moral ou impõe regras. São situações onde cada um pode ser como quiser, respeitando o próximo e admirando o outro. “Antigamente eles só queriam preço, e na maioria das vezes, quem fazia as compras para eles era a mãe ou esposa. Agora não. Os homens estão mais exigente, escolhem marcas, modelos, detalhe, conforto. Estão mais preocupados. Já passou aquele tempo que quem se cuidava era só a mulher”, comenta a  diretora de promoções e eventos da CDL Itajaí, Gladys Moura Costa.

     E para um público que está apostando no visual um bom presente vai agradar. No comércio de Itajaí, quem desejar presentear um homem especial  encontrará inúmeras oportunidades, desde uma lembrancinha até grandes marcas, nas ruas do centro ou dos bairros.

     Dar um presente no dia do homem não é somente homenageá-lo, é um passo contra a intolerância, a falta de respeito. É demonstrar que não importa o sexo TODOS gostamos de boas surpresas e gestos de carinho.

Pesquisa clínica com IMUNOTERAPIA encerra recrutamento neste mês de julho, em Itajaí

O Centro de Novos Tratamentos Itajaí entra na fase final do recrutamento, através do protocolo de pesquisa clínica, para pacientes com câncer de pulmão receberem a imunoterapia. Os voluntários têm até o fim deste mês para procurarem a clínica e poder fazer parte dos estudos e do método que tem se destacado em todo o mundo, tanto pelo alto índice de resposta positiva e sobrevida como pelos poucos efeitos colaterais.

O público alvo envolve quem nunca fez quimioterapia. Pesquisas recentes mostram que esses pacientes têm resultados ainda mais satisfatórios ao iniciarem a imunoterapia para combater e controlar a doença, pois ainda não foram “expostos a outra medicação”.

Essas pessoas têm mais chances de responderem de forma positiva ao novo tratamento vivendo, em média, de 4 a 8 meses mais do que os outros pacientes que já tiveram contato com a quimio. A imunoterapia, nestes casos, oferece também benefícios em 2/3 de todas as pessoas com o tipo mais comum de câncer de pulmão, o de não pequenas células.

Para se ter uma ideia da expansão da doença, de acordo com o INCA – Instituto Nacional do Câncer – o de pulmão é o mais comum de todos os tumores malignos, com um aumento de 2% por ano em todo o mundo. A estimativa é que em 2018, 31.270 brasileiros tenham o diagnóstico. A maioria é homem, com 18.740 novos casos e 12.530 novos casos em mulheres. Em Santa Catarina, a expectativa do INCA para o mesmo período é de 1.730 novos casos. Os médicos tratam esse tipo de câncer como letal, devido a taxa de mortalidade de paciente.

Porém, com o avanço da medicina e da imunoterapia a esperança de viver mais é renovada. A técnica utiliza o próprio sistema imunológico para destruir tumores. Os resultados positivos do tratamento aparecem em outros tipos de câncer. Cerca de 20% a 30% dos pacientes com câncer avançado e que têm indicação de imunoterapia respondem bem a medicação.

Hoje, o valor da maioria das imunoterapias chega a R$ 50 mil mensais. Já na pesquisa realizada em Itajaí e outros locais do mundo da mesma forma, o paciente não tem custo e tem acesso ao medicamento que ainda não está disponível no país, nem por meio de convênios nem SUS. Esta mesma imunoterapia já foi aprovada nos Estados Unidos para pacientes com outro tipo de câncer, mais raro: carcinoma metastático de células de Merkel.

Para esse estudo do Câncer de Pulmão são esperados 1.095 participantes no mundo. Países como: EUA, Austrália, Canadá, Chile, França, Itália, Japão, Portugal, Espanha e Brasil estão recrutando os pacientes.

Então, se você teve o diagnóstico ou conhece alguém que tenha câncer de pulmão entre em contato com o Centro de Novos Tratamentos pelo telefone 47 3348 5093, para ver se é possível se encaixar no protocolo e, quem sabe, fazer parte da pesquisa buscando a melhora da doença, uma vida com mais saúde e colaborar com estudos da medicina na busca pela cura de doenças.

Este estudo faz uma comparação da imunoterapia com quimioterapia, ou seja, o paciente que for incluído por atender os critérios da pesquisa,  passa por um processo de triagem que irá direcionar ao tratamento ou com imunoterapia ou quimioterapia. Assim, é comparado o resultado do grupo de pacientes que faz o uso de quimioterapia e outro grupo imunoterapia. Dessa maneira os estudos podem comprovar se uma medicação é superior a outra e conseguir a aprovação das agências regulatórias.

Santuário de Nossa Senhora dos Navegantes passa a ser reconhecido mundialmente

A cidade com aproximadamente 77 mil habitantes celebra neste domingo (08), uma missa especial, com a presença do Bispo Dom Rafael. Juntos, centenas de fiéis devem comemorar o anúncio do Guiness Record, com o maior manto de Nossa Senhora do mundo.
O maior manto do mundo foi abençoado e utilizado na procissão da 122ª Festa de Nossa Senhora dos Navegantes, realizada no dia 2 de fevereiro, na cidade catarinense. No dia, pelo menos 5 mil devotos ajudaram a carregar o manto que vestia a imagem centenária de Nossa Senhora, outras cinco mil pessoas acompanharam fazendo orações.
Para Daiane Maria da Silva, o momento foi de muito amor e fé. “Dá impressão de que tivesse tocando em Nossa Senhora. Foi muito emocionante participar, porque esse manto serve como um abraço, uma proteção”, explica. Daiane Maria é uma das milhares de pessoas que tiveram a oportunidade de levar para casa uma lembrança desse momento especial.
Após a procissão o manto gigante de Nossa Senhora dos Navegantes foi dividido em 16 mil pedaços e entregues para os fiéis. Em casa, no trabalho, no carro ou com a própria pessoa, ter um pedaço do manto de Nossa Senhora é especial. “As pessoas usam nas horas de aflição, que buscam proteção, como se busca de uma mãe”, lembra Lindomar Luzia Couto.
O maior manto do mundo foi confeccionado durante 60 dias, na empresa Equilibrios por dezenas de profissionais. Para conquistar o título do Guiness Record, a medição foi realizada na presença de um topógrafo, engenheiros, bombeiros, policiais, fotógrafos, além de moradores da cidade que comprovaram os 1.059,80m² de tecido com renda que vestiria Nossa Senhora no dia da procissão.
“Tivemos que seguir várias exigências e critérios para a certificação do título mundial. Esse manto gigante não é um pano qualquer, ele precisou ser em escala o tamanho do manto verdadeiro, além de estar preso à santa. Aqui na cidade essa é uma festa tradicional com uma devoção muito grande, então nada mais natural do que a empresa por estar aqui na comunidade se envolva nessa produção tão importante”, conclui Luiz Campana, gerente da empresa.
O resultado do guiness Record foi publicado no mês de junho e coloca o Brasil como o primeiro país a confeccionar um manto gigante. E a iniciativa não para por aqui. Todos os anos, o Santuário de Nossa Senhora dos Navegantes contará com um manto gigante para que os devotos de todo o país possam participar da procissão durante a festa em honra à padroeira e quem sabe até terem a experiência de seguirem cobertos pelo manto de Nossa Senhora.