Posts

Barroso goleia o Próspera na estreia do Catarinense Série B

O placar de 6×0 no primeiro jogo do Campeonato Catarinense fez a torcida vibrar bastante no Camilo Mussi, neste domingo, 02. A estreia do clube em uma competição oficial neste ano foi repleta de boas jogadas, defesas, muita chuva e aplausos vindos da arquibancada.

Os gols do Barroso foram marcados por Andrezinho (2x), Fabinho, Marllon, Gustavo e William Samurai. No primeiro tempo, o time da casa marcou duas vezes e no segundo tempo, impondo um bom ritmo de jogo, marcou outras 4 vezes. “ Estamos bem felizes com esse resultado conquistado em casa, fazendo um bom saldo. Sabemos que lá na frente isso pode ajudar bastante. Entramos em campo sabendo o que a gente queria”, comentou Andrezinho.

O técnico Chiquinho Lima elogiou o rendimento da equipe. “ Ficamos satisfeitos e felizes com os 3 pontos conquistados. Vimos que a ideia de jogo que estamos implantando deu certo. Conseguimos equilibrar produção, rendimento e resultado. Agora o trabalho continua e seguimos focados. Quarta-feira já teremos mais um grande desafio”, pontuou Chiquinho Lima.

Com esse resultado, o Barroso assume a liderança por saldo de gols. A próxima partida do Alviverde de Itajaí é quarta-feira, em casa, às 20h30, contra o Inter de Lages.

Experiência técnica é aposta do Almirante Barroso para voltar a Série A do Catarinense

Em um mês, a torcida do Almirante Barroso vai voltar a vibrar e torcer muito pelo time. No ano do seu centenário, o objetivo do conjunto é um só: voltar à elite do futebol de Santa Catarina. Nesta tarde, 02, este foi o ponto alto da conversa da equipe técnica, que se apresentou no Camilo Mussi e já iniciou o planejamento dos trabalhos.

Para a Série B do Catarinense deste ano, o técnico Chiquinho Lima conta com reforços na equipe para auxiliar na preparação dos atletas. Marcão será o preparador físico; Nenê o auxiliar permanente; Nei, o auxiliar técnico; Márcio, o preparador de goleiros; José Wilson ( Zé) auxiliar de preparador de goleiros; Kleber, analista de desempenho; Borracha, Mordomo do Barroso; Carlos Severo ( Crispim), Supervisor de Futebol do Barroso; e Rodrigo Lima, Gerente de Futebol.

O trabalho será focado no histórico de cada profissional do elenco, para buscar o melhor desempenho e resultado do atleta em campo. Todas as condições físicas dos atletas serão analisadas e trabalhadas: resistência, força e as habilidades individuais. “ Me sinto privilegiado por ter uma equipe de profissionais tão competente do meu lado. O meu trabalho só vai desenvolver, se esses colegas me derem as condições adequadas. Eu vou ser a última peça da engrenagem. Importante sim, que dá a palavra final, mas que vai precisar de todo o suporte multidisciplinar”, comentou Chiquinho Lima, durante primeira reunião do grupo.

Os atletas serão apresentados no dia 6 de maio, próxima segunda-feira, às 15h.

OAB de Itajaí cobra explicações do Bradesco por negar pagamento de benefícios do INSS

Imagine você chegar na agência do banco, para receber seu benefício, seja por pensão ou aposentadoria, e ter esse direito negado? É esse o relato de pessoas que recebem benefício do INSS que fazem o saque na Agência do Banco Bradesco de Itajaí. A OAB do município foi informada que o banco não está pagando às pessoas que estão fazendo a “ prova de vida” no caixa da agência bancária. A realização da prova de vida é comum e necessária para manter o caráter de segurado e já é uma prática feita há muitos anos.

Com isso, a Ordem dos Advogados da cidade encaminhou na tarde desta terça-feira, 09, um ofício pedindo esclarecimento à gerência do banco para saber os motivos dos bloqueios dos valores. O presidente da OAB Itajaí, Renato Felipe explica que até o momento, as pessoas são orientadas a voltarem após a chegada do cartão, que pode demorar até 30 dias para chegar. “ Como as pessoas que dependem desse recurso poderão esperar? A retenção dolosa do benefício é crime. A população precisa saber o que está acontecendo”, pontuou o presidente.

Advogados da região de Itajaí repudiam a mudança de endereço da Justiça Federal

Os advogados de Itajaí  e região repudiaram a mudança de endereço da Justiça Federal. Essa conclusão foi obtida nesta quarta-feira, 13 de março, durante audiência pública promovida na sede da OAB da cidade. Profissionais da região estiveram reunidos e relataram os problemas mais comuns da rotina de trabalho na Justiça Federal. Os mais graves são relacionados a falta de acessibilidade, principalmente para os cadeirantes. Há inúmeros casos onde a cadeira de rodas não passou pela porta de perícia e o usuário teve que ser colocado em outra cadeira. Outro obstáculo é a dificuldade do uso da maca, pela estrutura pequena da sala.
 
A preocupação dos advogados é grande também com a dificuldade de acesso dos clientes, que muitas vezes não têm recursos financeiros para chegar até o local e precisam pegar mais de um transporte, ou então, pagar pelo estacionamento. 
Esses são apenas alguns dos pontos trazidos para a reunião. E a dificuldade pode aumentar com a possibilidade de não haver mais a circulação de ônibus intermunicipais pelo bairro, com a implantação de um Consórcio em estudo. 
 
Outra questão apontada é o constrangimento que os usuários têm ao entrar num hotel, para ter acesso à justiça. Muitos clientes acabam coagidos e intimidados pela apresentação física do local. Na maioria das vezes, são pessoas que buscam o direito ao benefício do INSS ( auxílio doença, pensão, aposentadoria).  Por tudo isso, ao final da audiência pública, foi um consenso entre os advogados que a Justiça Federal está num local inapropriado e assim, não cumpre com o seu papel social. 
 
Uma comissão entre os presidentes das comissões de direito previdenciário de seis subseções: Itajaí, Navegantes, Balneário Piçarras, Balneário Camboriú, Camboriú e Itapema, para dar encaminhamentos em busca de solução para esses transtornos. 
 
Reunião com a Justiça Federal 
Ainda na quarta-feira, no período da tarde, representantes da Justiça Federal estiveram reunidos com a Diretoria da Subseção e explicaram que o critério para a mudança foi econômico. Reforçaram também que outros locais foram analisados, porém, não foram compatíveis.

Barroso reforça equipe com jogadores vindos de 6 clubes do Brasil e do exterior

Há poucos dias para a estreia na Copa SC, o Clube Náutico Almirante Barroso confirma novos reforços para o elenco. No ataque, além de Andrézinho que renovou contrato depois da atuação no catarinense, o técnico Renê Marques vai poder contar com Dodô vindo do União (PR), Gil que atuava no Avaí, Caio vindo do Diadema (SP), Maycon e Neto, ambos que jogavam no time mineiro Tombense, de onde também veio o volante Natanael. Na mesma posição, Lucas de Sá atuava no Avaí e agora integra o time de volantes do Almirante Barroso junto com Maninho e Luanderson, também indicado como um dos destaques na série B do catarinense. “Queremos estrear com pé direito. A expectativa é boa e estamos no caminho certo”, ressalta Luanderson.

A zaga continua com nomes importantes do alviverde como Victor Hugo, Felipe Silva e Diego, mas também ganhou reforços com Renato que jogava no Spal da Itália e Lincoln de 22 anos. O atleta formado pelo Flamengo foi capitão em todas as seleções brasileiras de base e possui experiência internacional. Lincoln atuou no clube Lorca da Espanha.

“Trouxemos alguns reforços e contamos com atletas que fizeram a série B do catarinense no Barroso e já conhecem a estrutura de trabalho. A competição é jogo a jogo, mas a gente fez algumas mudanças na postura de jogar e acreditamos em uma boa campanha”, explica o técnico Renê Marques.

A estreia do Almirante Barroso na Copa SC será no próximo domingo (16), às 15h30min, contra o Brusque no Estádio Augusto Bauer.

Confira a lista de jogadores do Barroso para a Copa SC:

Goleiros:

Hudson Jr – último clube: Almirante Barroso

Henrique – último clube: Almirante Barroso

Zagueiros:

Vitor Hugo – último clube: Almirante Barroso

Felipe Silva – último clube: Almirante Barroso

Renato – último clube: SPAL (Itália)

Diego – último clube: Almirante Barroso

Lincoln – Último clube: Lorca (ESP)

Laterais:

Paulo Meneses – último clube: Almirante Barroso

Fabian – último clube: Avaí

Rodolfo Gonçalves – último clube: Rio Branco – Acre

Volantes:

Luanderson – último clube: Almirante Barroso

Maninho – último clube: Almirante Barroso

Lucas de Sá – último clube: Avaí

Natanael – último clube: Tombense (MG)

Meias:

João Paulo – último clube: Almirante Barroso

Jairo – último clube: Almirante Barroso

Matheus Paquetá – último clube: Avaí

Juninho – último clube: Avaí

Atacantes:

Andrezinho – último clube: Almirante Barroso

Ian – último clube: Almirante Barroso

Dodô – último clube: União (PR)

Maycon – último clube: Tombense

Neto – último clube: Tombense

Gil – último clube: Avaí

Caio –último clube: Diadema (SP)

Comissão técnica:

Treinador: Renê Marques

Aux.Técnico: Nenê Vannucci

Prep.Físico: Tiago Coelho

Prep.Goleiros: Alex Lima

Massagista: William Frutuoso

Fisioterapeuta: Ciro

Roupeiro: Paulinho

Gerente de futebol: Rômulo Coelho

Brasileiro vence argentino campeão Pan-americo de remo

Matheus Freitas do Clube de Remo do Vasco da Gama e integrante da seleção brasileira de remo voltou a fazer história no Row To Win. O remador que já era dono do melhor tempo dos 1000 metros do Circuito Internacional de Remo Indoor bateu o próprio recorde na prova de Balneário Camboriú realizada no último dia 24.  Além do melhor tempo do circuito o remador de 22 anos é dono da melhor marca de 2018 em todo mundo. Matheus completou a prova em 02`46.1, o tempo anterior era de 02’49.8.

Entre os adversários da promessa do remo no Brasil estava o campeão pan-americano e remador da seleção Argentina Rodrigo Murillo. O remador argentino veio à Santa Catarina especialmente para esta prova. Uma disputa esperada pelos atletas inscritos no Circuito e pelo público presente na arena, afinal de contas um duelo entre brasileiros e hermanos é sempre motivo de rivalidade, mas ao mesmo tempo de demonstração de espírito esportivo e valorização do potencial de cada atleta.

Dentro da arena Matheus conquistou o melhor tempo, mas fora dela o remador brasileiro ressaltou o potencial do adversário argentino e admiração pela história construída por Rodrigo Murillo dentro do esporte. “Para mim é uma felicidade competir com um cara que foi tantas vezes campeão, qualquer campeonato que tenha ele está. Então, se eu for metade do que ele foi até hoje eu já estou satisfeito”, destacou Matheus.

Rodrigo Murilo fez o segundo melhor tempo da prova de 1000 metros, fechou em 02’52.7 e ao final da disputa também registrou a admiração pelo adversário.” Matheus é muito bom, é muito forte. Mas eu quero voltar aqui, eu não gosto de perder e por isso eu pretendo voltar para vencer este desafio”, finalizou Rodrigo Murillo.

Estrutura da divisão de Furtos e Roubo de Cargas de SC é apresentada aos empresários do transporte

“Tendo investigação obviamente nós temos prevenção”. Esta foi uma das falas destacadas pelo Delegado Osnei Valdir de Oliveira, da Divisão de Furtos e Roubo de Cargas, durante a passagem por Itajaí nesta quarta-feira (23).  A iniciativa do Sest Senat reuniu empresários da região interessados em conhecer a estrutura da divisão e o trabalho realizado para coibir o crime. Durante a palestra, o delegado Osnei apresentou aos participantes um passo a passo do funcionamento da divisão e os objetivos do grupo que atua em todo o estado de Santa Catarina.

De acordo com o delegado, o foco do trabalho desenvolvido pela divisão é garantir uma redução nos índices desta modalidade de crime. “Aqui no estado, o trabalho é realizado por um grupo pequeno, mas eficiente de policiais. Mesmo com o preparo da equipe é preciso um aumento no efetivo.  A nossa base é Florianópolis, mas os crimes acontecem em Itajaí, Joinville e parte na região oeste. Quando somos acionados precisamos deslocar estes policiais para cada ponto, mas não podemos deixar a nossa base sem policiais para realização das consultas e para as investigações eletrônicas, fundamentais para o sucesso do trabalho da divisão”, destacou Osnei.

O combate e a redução do furto e roubo de cargas de acordo com o delegado impacta em vários setores entre eles a violência, já que muitas vezes este tipo de crime financia delitos relacionado ao tráfico de drogas, na atuação das organizações criminosas e na perda de arrecadação de tributos para o estado, por exemplo. Outro ponto importante destacado pelo delegado e que auxilia na prevenção é a possibilidade de traçar perfis dos criminosos, preferência por cargas, tipo de rotas, regiões mais visadas e quem compra estes produtos.  Mesmo sem ter todos estes dados, algumas análises já foram feitas, entre elas está a afirmação que até o momento a prática destes crimes não tem nenhuma relação com facções criminosas. O Presidente do SEVEÍCULOS, Paulo Afonso Espíndola, acompanhou o workshop e durante a participação elogiou a iniciativa e a importância do Sest Senat para o setor de transporte.

Controle do limite da cota para a safra da tainha será feito com informações das indústrias

Os dados das indústrias de pesca enviados por meio de um formulário online no site do Ministério do Meio Ambiente (MMA) e da Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca (SEAP) vão servir como um controlador de volume de captura para a safra da tainha (Mugil Liza) deste ano. Pela primeira um sistema de cotas irá funcionar. As instruções deste novo modelo e a importância do preenchimento e envio das informações foram repassadas pelo Coordenador Técnico da ONG Oceana, Martin Dias. Ele esteve em Itajaí conversando com armadores e representantes das indústrias pesqueiras associadas ao SINDIPI. Durante a reunião, Martin destacou a importância da implantação do sistema de cotas, mas lembrou que alguns erros e falhas devem acontecer, pois é o primeiro ano. “Foi muito trabalhoso chegar até aqui, teve muita abertura por parte do setor e das indústrias que durante o debate sobre a possibilidade de implantar este modelo forneceram dados. Informações responsáveis para a definição da cota máxima no estado que é de 3.417 toneladas sendo 2.221t para a pesca industrial (cerco/traineira)”, mencionou Martin.

De acordo com as regras para a safra deste ano, estas informações online devem ser encaminhadas no prazo de até 48 horas, contando a partir da compra ou recebimento da tainha por parte das indústrias. Na planilha existem 8 campos para preenchimento, entre as informações estão dados como: 1. Número de registro do SIF, 2. Número do lote na empresa, 3. Peso de tainha recebida, 4. Tipo de produtor (artesanal/ industrial), 5. Nome do fornecedor, 6. RGP do pescador ou da embarcação, 7. Data de entrada de recebimento, 8. Número da Nota Fiscal.

Os dados serão monitorados e mais tarde cruzados com os mapas de bordo e de produção. Quando o volume de captura atingir 80%, a Secretaria emite uma portaria suspendendo a captura. Outro ponto importante destacado durante a reunião, é o aviso de saída das embarcações dos portos. Cada barco precisa comunicar sua saída no mesmo dia ou com antecedência máxima de 24 horas, através do formulário online (disponibilizado SEAP e ou MMA) ou impresso, caso for impresso deverá ser protocolado no escritório Regional da SEAP ou IBAMA de Santa Catarina. As informações necessárias são simples: 1. Nome da embarcação, 2. RGP, 3. TIE, 4. Data prevista de saída, 4: Porto de saída. Depois deste envio, o governo emite um número de protocolo, (online ou impresso). O documento serve como segurança caso esta embarcação esteja em alto mar quando o alerta do fim da safra for emitido.

Para participar do processo de seleção da safra 2018, os armadores encaminharam toda a documentação comprobatória dos critérios estabelecidos no edital. Critérios que segundo a avaliação do Coordenador da Câmara Setorial do Cerco do SINDIPI, Agnaldo Hilton dos Santos, foram democráticos. “Claro que existem pontos que precisam ser reavaliados, mas diferentemente do ano passado não vai existir sorteio. Esta mudança tende a melhorar, pois existia uma redução gradativa de 20% ano no número de embarcações e este novo modelo garante a participação de mais barcos trabalhando”, destacou Agnaldo. Ainda segundo o Coordenador da Câmara do Cerco, depois de encaminhada a documentação, a data para a publicação da lista com o nome das embarcações autorizadas depende da agilidade da SEAP, mas os armadores estão otimistas e aguardam o resultado da seleção pelo menos 5 dias antes do começo da safra previsto para o dia 1°de junho. Com a implantação do sistema de cotas, 50 barcos (cerco/traineiras) devem receber a autorização para a safra deste ano. Em 2017, apenas 17 embarcações associadas ao SINDIPI participaram da captura.

Câmara de Desenvolvimento da Indústria da Pesca da FIESC promove reunião em Itajaí

A semana começa com debates e busca por soluções para o setor pesqueiro de Santa Catarina. Nesta segunda-feira (07), a partir das 9h a Câmara de Desenvolvimento da Indústria da Pesca da FIESC promove um encontro com armadores e empresários das indústrias associadas ao Sindicato dos Armadores e das Indústrias de Pesca de Itajaí e Região – SINDIPI. Participam da reunião representantes do SEBRAE e do SENAI de Chapecó.

Para o presidente da Câmara, André Mattos o encontro será uma oportunidade para o setor conhecer produtos e serviços que possam auxiliar nas necessidades enfrentadas pelo setor. “O SENAI de Chapecó por exemplo vai apresentar um trabalho de análise de alimentos, um tipo de serviço que as nossas indústrias utilizam. Quando uma empresa de pesado precisa analisar algum produto elas encaminham para São Paulo ou Pernambuco. A intenção é usar o laboratório do SENAI que fica aqui no estado”, destaca André.

Na programação do SENAI estão previstas ainda palestras sobre: “Soluções para as indústrias de Pescado” e “Tendências e Otimização do processamento de Pescados”. A participação do SEBRAE encerra o encontro deste segunda-feira. A reunião será realizada na sede do auditório do SINDIPI.

Equipes de Florianópolis lideram Circuito de Remo Indoor deste ano

Até o dia 27 de outubro, data da última etapa do Circuito Internacional de Remo Indoor, muitas mudanças devem acontecer nesta tabela de resultados. Mas largar na frente tem as suas vantagens, ainda mais para quem espera estar entre os 5 finalistas de box de Croosfit e os 5 finalistas de Clube de Remo, para a disputa da superprova que tem como prêmio um remo ergômetro.  Nesta primeira etapa realizada em Palhoça, as equipes que mais pontuaram foram as de Florianópolis. A única modalidade onde elas não lideram é a feminina, comandada por uma atleta do Box de Crossfit Cristo Rei, de Curitiba – Paraná. Nas demais, a briga é acirrada entre os Clubes de Remo Martinelli, Aldo Luz e o box de crossfit Illustris, de Palhoça. A diferença entre as equipes não passa de 13 pontos, resultado do alto nível de desempenho dos remadores. No ranking de atletas inscritos, o primeiro lugar também é de uma equipe de Florianópolis. Com 33 remadores, o Aldo Luz lidera e para a segunda prova que vai ocorrer em julho, este número deve aumentar. O clube de remo participou de todas as etapas do ano passado e está entre as promessas para  2018.

Este ano foram mais de 120 inscritos, representando 16 equipes (box de crossofit e clubes de remo). O número de participantes ultrapassou o registrado nas etapas anteriores e a promessa é de mais de 150 participações na etapa de Balneário Camboriú. O desafio para atingir este número foi lançado pelo organizador do evento, Maurício Boabaid durante a etapa de Palhoça. “Foi um evento espetacular, é a primeira realizada na Grande Florianópolis. Quero agradecer o público que prestigiou a competição e os atletas por acreditarem neste circuito. O Row To Win é um sonho. Nosso desejo é ir além, neste ano estivemos em Palhoça, no ano que vem a intenção é realizar uma etapa fora de Santa Catarina e daí em diante ganhar o país divulgado o potencial do esporte”, destacou Maurício.

Um potencial acompanhado de muita adrenalina, nervosismo, movimentos repetitivos para alcançar a perfeição, estratégia para vencer e uma paixão contagiante na hora das provas. Uma mistura que nesta etapa de Palhoça foi vivenciada por quem passou pela arena montada dentro do Shopping ViaCatarina. Todas as disputas foram emocionantes, mas em especial a última: quádruplo misto aberto de 2000m foi de tirar o fôlego da torcida e dos competidores. Uma prova disputada remada a remada onde quem garantiu a vitória foi a equipe CrossFit Illustris, de Palhoça, com um tempo de 06:27.6. O próximo encontro dos apaixonados por remo está marcado para o dia 21 de julho, na cidade de Balneário Camboriú. Para esta etapa, além de todo o show dos competidores, fica a expectativa para a quebra de recorde do Row To Win, que nesta prova não foi alcançado.